O primeiro paciente a ser operado na UTI Cardio-pediátrica, em 1999, sob a direção da UCMF – Unidade de Cardiologia e Medicina Fetal.

Ele nasceu com um estreitamento na Aorta (artéria principal do corpo humano que nasce no ventrículo esquerdo do coração).

Conheça a sua história!

“Numa linda cidade, uma casal aguardava a chegada de seu primeiro filhinho”

Quando Danilo nasceu, seus pais, tios, avós e amigos estavam tão felizes, que os olhinhos deles brilhavam como estrelas e os sorrisos eram de felicidade eterna. Ah! Era uma criança muito amada e esperada. A chegada ao seu lar foi uma festa!Todos os parentes e e amigos do casal vieram visitá-lo. Danilo era um bebê comilão e dorminhoco.

De repente, com apenas três semanas de vida, a mãe de Danilo, percebeu que ele já não dormia nem se alimentava bem. Apresentava um discreto cansaço. Só fazia chorar, coitadinho! – Isso não é normal para uma criança, quanto mais um bebezinho! – observavam os pais de Danilo. Rapidamente, seus pais o levaram ao pediatra. O pediatra cuida da saúde das criançinhas. É! Com saúde não se brinca. Após o raio X do tórax, foi verificado que o coraçãozinho de Danilo estava crescido e era preciso saber a causa desse crescimento. Danilo estava doente. Foi internado no Real Hospital Português de Beneficencia de PE. Foi muito bem acolhido. A equipe da UCMF – Unidade de Cardiologia & Medicina Fetal -  mostrou muita competência e calor humano.

Conversando com a família do bebê, Dra. Sandra Mattos esclareceu: – Há um severo estreitamento na aorta, artéria principal do corpo humano que nasce no ventrículo esquerdo do coração. É necessário fazer um cirurgia para correção do problema. Urgente. – Nossa! Toda família entristeceu. Tudo dependeria da vontade de Deus.

A cirurgia foi um sucesso! E que alívio para os corações daqueles que o amavam. Principalmente para os seus pais. Apesar de ter apenas um mês de vida, Danilo era um bebê muito forte e bem nutrido. Sua mãe fazia questão de amamentá-lo. Sabia que o leite materno é o melhor leite do mundo? Este foi um dos motivos para sua rápida recuperação.

Danilo passou a ser chamado por parentes e amigos de, Danilo, o campeão!. E pela equipe da UCMF de, o número um, pois foi o primeiro paciente a ser operado na UTI exclusiva para crianças com problemas cardíacos. Depois de Danilo, mais de trezentas crianças foram operadas. Cerca de quatro crianças por semana.

O tempo foi passando e com ele vieram as novidades. Danilo estava completando um aninho de vida, grande e saudável. E o melhor: sua mãe estava grávida! Danilo iria ganhar uma irmanhzinha, de nome Bárbara. Que felicidade!

O primeiro aniversário de Danilo foi comemorado com muitas crianças, cores e bolas. Havia crianças de todas as idades que corriam e brincavam descalças e alegres. Foi uma linda e emocionante festa!

Hoje, Danilo é muito inteligente e saudável;pratica esporte e estuda. Caminha pra frente, alegre e certo de que há de vencer por maiores que sejam as dificuldades do caminho.

A MAGIA DO AMOR!

O ano de 1999 foi de muito trabalho para a equipe da Unidade de Caradiologia e Medicina Fetal – UCMF,  do Hospital Português. Nossa principal meta era o estabelecimento de uma UTI exclusiva para crianças com problemas cardíacos. Este nosso serviço, primeiro em nossa cidade, exigia um trabalho exaustivo de revisão dos equipamentos, das rotinas do pré e pós operatório, preparo das escalas de plantão e treinamento das equipes médicas e para-médicas. No último dia do ano,  fizemos uma reunião e lembro-me de ter dito aos colegas: ”oficialmente, estaremos funcionando a partir de amanhã, mas só teremos cirurgia marcada após o dia cinco de janeiro. Até lá teremos tempo de descansar após o corre-corre dos últimos dias”. Menos de doze horas depois, recebemos um telefonema a respeito de um bebezinho que estava muito cansado e com suspeita de doença cardíaca. Foi entçao que conhecemos Danilo “o número um”, como o chamamos até hoje.

Na bonita história contada, na qual confiança, respeito e sobretudo muito amor e fé se entrelaçam, o nosso “número um” saltou uma grande fogueira. Todos nós que nos envolvemos no seu tratamento nos sentimos felizes pela sua recuperação física, por vê-lo amado por uma família unida nos momentos fáceis e difíceis da vida e, principalmente, por vê-lo feliz.

Trabalhar com crianças que nascem com problemas no coração não é tarefa fácil. Muitos casos são graves e só o tratamento preciso e precoce pode modificar a sua história de vida. Os profissionais dedicados a essa especialidade precisam estar alerta para realizar este diagnóstico e tratamento com um nível técnico muito elevado. Esta abordagem, no entanto, nunca deve ser dissociada de uma visão humanizada da Medicina, em que o apoio psicológico ao paciente e seus familiares são tão importantes quanto a realização dos procedimentos técnicos. Porém, o trabalho não é todo nosso. A atitude da família também é um fator importante para a recuperação da criança.

Por esse motivo, gostaria de registrar aqui, em nome de todos que compõe a cardiologia infantil do Hospital Português, nosso agradeciemnto à mãe Maria Luiza e toda família de Danilo. Obrigada pela sua confiança, pelo seu respeito, por trabalhar em harmonia conosco, com muito amor e fé. Sem dúvida, assim como nós,  Danilo ouviu essas vibrações desde o início de sua vida, e este é o componete muito importante na recuperação de qualquer paciente:A MAGIA DO AMOR!

Que Danilo continue sempre forte e saudável, que vocês continuem sempre unidos e dando a todos que os conhecem um grande exemplo de vida, pois onde há um desejo, há um caminho…

Que Deus abençoe! – Dra. Sandra Mattos – Diretora da CélulaC – UCMF -  Círculo do Coração e Caduceus.

Danilo1